LOGO-DO-MEMORIA-&-ARTE.png

© 2019 Memória & Arte. Todos os direitos reservados.

CALDAS, Jozé Antonio

Noticia geral de toda esta Capitania da Bahia desde o seu descobrimento até o Prezente Anno de 1759.

Editado por Alícia Duhá Lose, Vanilda Salignac de Souza Mazzoni, Perla Peñailillo e Colaboração de Célia Marques Telles e Paulo Antônio Dutra Duhá. Salvador: Câmara Municipal de Salvador; Memória e Arte, 2015. 224 p. + 24 mapas, plantas e tabelas encartados. 

A Notícia Geral, de toda esta Capitania da Bahia, desde o seu descobrimento, até o presente ano de 1759 é uma obra baseada nos primeiros documentos da história brasileira e uma apresentação de grande número de documentos coligidos e oferecidos à luz, no ano de 1759, por José Antônio Caldas, um dos grandes vultos da engenharia colonial. Sendo nomeado para a recém-inaugurada Academia Brasílica dos Renascidos, José Antônio Caldas escreveu “esta memória intitulada ‘Notícia Geral de tôda esta Capitania da Bahia etc.’” Esta obra foi publicada pela primeira vez, no volume n.° 57, da "Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia", sem a inclusão das 17 páginas coloridas que o ilustram. Muitos anos mais tarde, em 2015, uma feliz conjunção de fatos, colocou novamente este documento como objeto de uma justa e merecida publicação. Foi iniciada uma busca pelo documento original. A referida busca, depois se debruçar pelos maiores acervos do Brasil e do exterior, resultou infrutífera. O original estava perdido... Sendo, desta forma, utilizada a publicação fac-similar de 1951 para servir de base para uma nova edição. O documento em questão, descreve Salvador em meados do século XVIII como a “Potentisima Capitania da Bahia”. Não bastasse a riqueza descritiva com que o autor apresenta seu relato, ele também o faz acompanhar de desenhos, mapas e plantas. A obra apresenta a capitania através da descrição minuciosa dos três poderes: Eclesiástico, Civil e Militar e traz dados em grande detalhamento sobre cada um deles. Sobre o governo civil, por exemplo, apresenta e lista de todos os governadores e vice-reis, os cargos de nomeação e que os nomeou, seus ocupantes e quanto despende Sua Majestade com cada um deles. O mesmo rigor se vê sobre a instância militar, onde se pode conferir, além de postos e cargos e seus ocupantes, quais são as fortificações existentes, sua localização, estrutura arquitetônica e seu estado de conservação; seu pessoal e os gastos com este, o armamento e munição existentes em cada uma das fortificações e em que estado se encontram cada uma delas (peças de bronze, peças de ferro, munições e petrechos, com suas quantidades e calibres, informando em tabelas quais e quantas estão em bom estado, em condições de reparos ou inutilizadas). Apresenta as casas religiosas existentes à época, quantas pessoas viviam em cada uma delas e quanto se despende para o seu sustento. Vê-se, ainda, [...] huã relasaõ exacta de todas as Aldeias que existem nesta Capitania da Bahia das quaes as des primeiras que pertencem a administrasaõ doz Religiozos da Companhia de JESUS [...] Logo se seguem duas pertencentes aos Carmelitas descalsos e outras duas aos Calsados: sinco aos Religiozos Antoninos ou Franciscanos, e des pertencentes aos Religiozos Capuchinhos Italianos que as administram em cujas aldeias existem os Cazaes que distintamente se vem nas suas Relasoens Naõ deixarei de dizer alguã couza de pasage sobre o Gentio que habitava este Continente que se comprehende da barra do Rio de Saõ Francisco da parte do Sul ate a Capitania do Espirito Santo, ou Rio de Saõ Matheos em que se divide esta Capitania da Bahia, e o estado em que hoje se achaõ alguãs nasoens que habitavaõ nesta Costa No ano de 1500 descoberta esta America por Pedro Alvarez Cabral como já dice, se achava todo este Continente povoado de diversas nasoens muito barbaras e indomitas, naõ se Westiminster aos 11 de Julho de 1654”, e os “Artigos de pas e comercio entre a Gram Bertanha e Portugal concluidos em Londraz em 29 de Janeiro de 1641 e 1642”. No entanto, a transcrição destes textos feita por Caldas em suas línguas originais apresenta inúmeros problemas, incontáveis lacunas e tropeços de leitura e cópia. Desta forma, por serem estes documentos disponíveis todos em edições confiáveis pelo mundo a fora, optou-se por excluí-los da presente publicação, encerrando esta edição na primeira parte do referido “Apendis”, qual seja, as listas de comerciantes. Em função das características do documento trabalhado, e considerando a diversidade de públicos a que poderá interessar, optou-se por realizar uma edição de semidiplomática, na qual se conservam as principais características textuais do documento. Assim, a grafia original do texto foi conservada na íntegra. As plantas e mapas que acompanham o documento foram inseridas na presente edição em fac-símiles. Esta obra interessa a variadas áreas, como engenharia, arquitetura e urbanismo, direito, história, letras, biblioteconomia, teologia, arquivologia, entre outras.